A busca pela cidadania italiana é uma viagem pela história da imigração no Brasil. Milhões de italianos deixaram seu país natal entre o fim do século 19 e início do século 20, em busca de novas possibilidades no Novo Continente.

Hoje, seus descendentes reconstroem os seus caminhos para criar novos futuros com o reconhecimento do direito à cidadania.

O ALM Advogadas Associadas nasceu para ajudar essas pessoas no resgate das suas histórias familiares e na busca pela cidadania. Para isso, trabalhamos com foco em processo judicial de reconhecimento de cidadania italiana iure sanguinis junto ao Tribunal de Roma, tanto pela via materna como paterna.
Para proporcionar uma experiência segura, transparente e tranquila, nosso trabalho envolve o processo de ponta a ponta.

Fazemos montagem da pasta documental, retificações das certidões, ingresso e acompanhamento do pedido de reconhecimento de cidadania no Tribunal de Roma e, após a sentença, realizamos as transcrições das certidões no Comune da Itália.

Tudo isso com acompanhamento detalhado e atenção contínua do começo ao fim, para que essa caminhada seja clara e assertiva.

Quem tem direito?

De acordo com a lei italiana, a cidadania é transmitida por filiação ao longo das gerações, ou seja, por “direito de sangue”. Isso quer dizer que não há limite de gerações e nem a necessidade de ter o sobrenome do antepassado. Com isso, qualquer pessoa descendente de italiano, independente do local de nascimento ou do número de gerações, tem direito à cidadania italiana iure sanguinis, desde que comprovada por meio de documento que alguém da sua linhagem genealógica em ascendência reta seja italiano nato.

Primeiros passos

Antes de dar entrada com o pedido de cidadania na justiça italiana, alguns passos são importantes para a construção do processo. Veja por onde começar:

01

Comece pela sua árvore genealógica (de preferência com as datas de nascimento) para identificar quem é o italiano nascido na Itália;

02

Busque a Certidão Negativa de Naturalização (CNN) desse seu antepassado, pois saber se ele se naturalizou no país em que emigrou é decisivo;

03

Reúna o maior número de documentos de todos os envolvidos na linhagem de transmissão da árvore, desde o ascendente até você. Na próxima etapa, esses documentos serão analisados para definir os rumos do seu processo.

04

Em seguida, vem a análise jurídica da documentação, uma das etapas mais importantes e delicadas de todo o processo. É nela que indicamos as inconsistências presentes nas certidões e apresentamos um parecer com as retificações necessárias a fazer.

Outros serviços

Além dos processos de cidadania iure sanguinis, O ALM Advogadas também atua com pedidos de naturalização por matrimônio, montagem de pasta para requerimento administrativo de reconhecimento de cidadania, pesquisa genealógica para busca de certidões e consultoria jurídica presencial e online sobre outros assuntos relacionados à cidadania italiana.